agencia de marketing digital juiz de fora
Blog Growth Idea

Como criar um manual de marca?

O que você vai ver nesse conteúdo

Como será que uma marca consegue manter um certo padrão na sua identidade visual? E quando é preciso alterar algo, quem fica responsável por isso? Onde as informações necessárias ficam disponíveis?

A resposta para todas estas perguntas é simples. Toda empresa precisa de um manual de marca. Já pensou em criar um para o seu negócio? 

No blog de hoje, a Growth Idea vai te ajudar a entender melhor esse item, suas funções e saber tudo para fazer o seu próprio manual de marca. Boa leitura!

Mas, o que é um manual de marca?

Imagine um documento no qual se encontram todas as informações sobre a identidade da sua marca. Lá serão encontradas as cores, os grafismos, os padrões, a tipografia e tudo, absolutamente tudo sobre a identidade visual do seu negócio.

Pronto! Esse é o seu manual de marca. Como já deu para perceber, ele é desenvolvido por um designer que será seu grande parceiro nessa missão – seja ele terceirizado ou da própria empresa.

Falando nisso, você sabe quais são os segredos de um profissional dessa área? A gente te conta tudo nesse artigo aqui

Para que ele serve?

Como já dissemos anteriormente, o manual de marca serve para constar e armazenar todas as informações do design da sua empresa. É nele que vai ser encontrado tudo o que tem a ver com a identidade visual do negócio.

Basicamente, esse documento serve para que exista um padrão na comunicação visual. Sendo assim, ele deve ser usado para garantir que essas definições sejam seguidas onde quer que sejam empregadas. 

Quando a minha empresa deve ter o manual de marca?

A resposta é fácil e rápida: assim que ela for criada. É exatamente nesse momento que uma identidade visual precisa “nascer”, juntamente com o negócio em si. Afinal, o design é um aspecto fundamental, certo?

No entanto, vamos entender uma coisa: se o seu negócio estiver muito no comecinho, dando os primeiros passos, não precisa se preocupar em elaborar um manual tão completo e extenso. Tudo vai sendo trabalhado à medida que a empresa cresce, ou seja, um manual de marca se desenvolve juntamente com o próprio empreendimento.

Com o passar do tempo, esse guia se torna mais completo e até mais complexo. Fique tranquilo, pois, naturalmente, outros detalhes e informações serão acrescentados, aumentando o número de páginas.

Como criar um manual de marca?

Fique ligado no conteúdo abaixo, pois selecionamos dicas simples e bem resumidas que vão te dar o caminho certo para elaborar o manual de marca ideal para a sua empresa:

    • Introdução vem no início e não é à toa: apresente tudo o que o leitor vai encontrar no manual.
    • Um sumário para facilitar: se o manual contar com muitas páginas, um sumário vai ajudar muito a localizar as informações.
    • Discurso original: a forma como a empresa se comunica verbalmente com os clientes também faz parte da sua indentidade. Ou seja, como ela fala, define quem ela é.
    • Defesa da logo: qual o conceito na criação da logo? Porque ela foi definida de tal forma? Apresente essas justificativas nessa seção.
    • Uso das cores: explique o uso de cada cor no design da empresa e também quais os códigos de cada uma.
    • Tipografia: informe as fontes usadas em títulos, subtítulos, parágrafos e textos corridos. Lembre-se de justificar essas escolhas.
    • Uso das imagens: essa é parte onde será explicado todo o estilo infográfico da marca.
    • Grafismo: nessa seção constam os elementos de grafismo usados na composição da identidade visual: patterns, ilustrações, texturas, ícones, formas e etc.
    • Composição/aplicação: sua empresa deve mostrar como as peças de comunicação podem ser construídas. Isso inclui regras de layout e demais especificações.

Como não errar na hora de criar o meu manual?

Por se tratar de um documento tão importante no qual vão constar informações cruciais sobre a sua empresa, alguns cuidados precisam ser tomados. O primeiro deles é não deixar nenhum – mas nenhum mesmo – detalhe de fora.

Ou seja, não esqueça nada, nada, nada! 

No seu manual de marca, tudo o que for relativo ao design deve estar presente. E, quando a gente fala TUDO é tudo mesmo. Nem aquele detalhezinho que pode parecer sem importância deve ficar de fora.

O segundo, tem a ver com a qualidade que você espera. Deseja um manual de marca com qualidade profissional? Então, nada mais correto do que deixar a sua criação nas mãos de quem é especialista no assunto, certo?

No momento da criação, o ideal é que o empreendedor já tenha em mente contratar os serviços de uma agência especializada para fazer o estudo, a concepção e a criação de seu manual de marca. 

Se você gostou deste conteúdo, então não perca as próximas atualizações do blog da Growth Idea! Por aqui, sempre terão novidades e as melhores dicas e informações sobre o mundo do marketing!

Até a próxima!

Compartilhe esse conteúdo!

WhatsApp
LinkedIn
Email

Comentários

Conteúdos relacionados